Segunda-feira, 6 de março de 2017 às 5:09 em Estudos Bíblicos
4 Passos para Restauração Espiritual

Restauração Espiritual (2 Cronicas 7:11 a 150) 

INTRODUÇÃO: O texto em apreço nos deixa explicitado informações riquíssimas que serão capazes de conduzir o homem a um caminho de restauração espiritual e de intimidade com Deus. Mas antes de pontuar estas questões é de suma importância que se obtenha as informações de pano de fundo desta passagem bíblica.

Salomão filho do Rei Davi teve a oportunidade de construir e edificar uma casa (templo) para cultuar ao Deus de Israel, o que levou vinte anos para ser concluída (2 Crônicas 8.1) e trouxe inúmeras benção para a nação. No dia em que a obra foi finalizada e consagrada a presença de Divina encheu a casa em um ato de aprovação para aquela obra tão magnifica. Deus se manifestou para Salomão com um alerta preventivo e desta revelação quatro passos são exigidos do povo de Israel se eles algum dia se desviassem e precisassem ser restaurados espiritualmente.

PRIMEIRO PASSO:

Obediência à vontade de Deus.

"E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar,"...

O ato de se humilhar demostrar reconhecimento da soberania de Deus e a disposição de lhe obedecer como soberano e Senhor. Todos os servos de Deus precisam entender que nunca será possível alcançar restauração espiritual e intimidade com Deus se não exercerem uma "obediência plena a sua vontade". Renunciando a desobediencia   e rebeldia

A atitude de obediência conduz a uma dimensão de experiências fortes e únicas com Deus. Não será possível ao rebelde nutrir um relacionamento com a pessoa Divina sem esta conexão chamada obediência. A humilhação descrita aqui não tem nada a ver com a alta depreciação, mas com o dominar da própria natureza rebelada contraria a vontade Divina, reduzindo-a a uma experiência de cumpri a vontade de alguém superior e não a sua própria vontade pecadora e obstinada.

"Como as nações que o SENHOR destruiu diante de vós, assim vós perecereis, porquanto não queríeis obedecer à voz do SENHOR vosso Deus (Dt 8.20)".

"Os olhos que zombam do pai, ou desprezam a obediência à mãe, corvos do ribeiro os arrancarão e os filhotes da águia os comerão (Pv 30.17)".

"Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência (Ef 5.6)".

"Porém Samuel disse: Tem porventura o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do SENHOR? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros (1 Sm 15.22)".

Nada que uma pessoa realize para Deus lhe deixa mais feliz e satisfeito do que um ato de obediência a sua vontade eterna. Perceba que os "holocaustos e sacrifícios" que Saul acreditava que agradaria a Deus na verdade provocaram a sua ira, porque Deus não se agrada de oferta e serviço de gente rebelde e desobediente. Não serão suas horas de oração, seus dias em jejuns, suas práticas de serviço na congregação e muito menos realizações por meio dos dons que irá agradar a Deus

Devemos todos agir e termos o mesmo comportamento do apóstolo Pedro, obedecer a Deus deve ser o nosso alvo e nada mais. Saiba que quando você estrar nesta dimensão de obediência sua vida nunca mais será a mesma.

SEGUNDO PASSO:

Fazer orações a Deus.

"E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar,"...

Orar é dirigir suplicar e petições a Deus. Esta prática nos dias atuais tem estado em profundo desuso. A oração sempre foi à mola mestra para levar os crentes a obterem experiências com Deus e receber a visitação de sua presença desde os tempos mais remotos. Mas com o passar dos anos e com a avalanche de inovações dos tempos contemporâneos a igreja vem deixando para trás o que em sua fundação e nascimento era uma atividade vital. Porém, todos os cristãos devem entender que antes de Deus enviar sua restauração espiritual e seu avivamento os seus servos precisam se reconciliar com os joelhos dobrados e passar a fazer orações intensas ao Senhor. Ora não é uma questão de opção, mas uma necessidade e um dever de todos que foram salvos por Cristo. O maior exemplo de uma vida de oração é o próprio Jesus, pois em muitos momentos de sua vida e ministério gastava tempos se dedicando em oração diante do Pai celestial.

"E, despedida a multidão, subiu ao monte para orar, à parte. E, chegada já a tarde, estava ali só (Mt 14.23)".

"E, tendo-os despedido, foi ao monte a orar (Mc 6.46)".

"E aconteceu que naqueles dias subiu ao monte a orar, e passou a noite em oração a Deus (Lc 6.12)".

Jesus não fazia orações convencionais por desencargo de consciência, antes orar para ele era uma necessidade de vida e de ministério. Orar é dizer, estou lutando para sobreviver! Quem não ora não alcança restauração, nem avivamento e não conseguirá obter êxito em seus empreendimentos.

Jesus conhecendo a importância da oração ensinou aos seus discípulos como deveriam orar (Mt 6.5)."E CONTOU-LHES também uma parábola sobre o dever de orar sempre, e nunca desfalecer, (Lc 18.1)".   ( 2Tm 1.3)".

"Orai sem cessar (1 Ts 5.17)".

O tempo para orar é em todo o tempo, sem cessar, constantemente e sempre.

TERCEIRO PASSO:

Buscar a face de Deus.

"E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face".

A expressão buscar a Deus, buscar ao Senhor, buscar ao Senhor Deus, buscar ao seu Deus, buscar o Deus de Davi são expressões que indicam nas escrituras a inclinação para fazer orações. Mas no texto do segundo livro das Crônicas 7.14 a expressão orar está separada da expressão buscar a face. Logo concluímos que há uma distinção nestas duas expressões para este contexto bíblico, por isso, precisa-se entender que buscar a face de Deus é um nível acima de simplesmente orar (fazer petições); buscar a face na verdade é um forte propósito de conhecer através de experiências a verdadeira imagem de Deus, ou seja, buscar conhecê-lo intimamente como Ele nunca foi conhecido. Veja esta busca através da vida de Moisés quando Deus aparecia para ele no monte Sinai e lhe falava face a face, ele não enxergava Deus na sua forma espiritual, mas tinha uma aproximação tão forte que expressava um relacionamento de dois amigos conversando. Mas mesmo com tanta aproximação Moisés não enxergava a pessoa de Deus e um dia ele pedido inaudito e único até então.

"E falava o SENHOR a Moisés face a face, como qualquer fala com o seu amigo; depois tornava-se ao arraial; mas o seu servidor, o jovem Josué, filho de Num, nunca se apartava do meio da tenda (Ex 33.11)".     (Ex 33.17 -23)".

"Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao SENHOR; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra (Os 6.3)".

Saiba que a vontade de Deus é que todos os seus servos se rendam a um propósito profundo de conhecê-lo, ainda que não seja possível ver a sua face literalmente como Moisés desejava, mas não podemos deixar de sonhar com experiências que marquem a nossa vida e nos proporcionem uma melhor compreensão da pessoa de Deus e de sua vontade para nós. A humilhação pessoal que representa uma vida de total obediência a Deus, uma vida de oração e de busca intensa por conhecer a Deus na intimidade são os três primeiros passos que garantirão ao homem uma vida espiritual restaurada e avivamento pela força do Espirito de Deus. Porém o quarto passo é muito importante para fecharmos este circuito de passadas em direção ao alvo chamado restauração.

QUARTO PASSO:

Arrependimento pelos pecados cometidos.

"E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos,"... Conversão é o ato de converter, converter é mudar de direção, intenção, de pensamentos a fim de afastar-se do pecado para agradar a Deus e praticar o que é justo. A conversão é uma atitude essencial para alcançar o favor e a graça de Deus, Deus não resiste a um coração contrito e quebrantado diante de sua presença reconhecendo suas fraquezas e suplicando por perdão. O perdão Divino é para todos aqueles que sentem sua necessidade e buscam pela absolvição da culpa do pecado.

"Se o homem não se converter, Deus afiará a sua espada; já tem armado o seu arco, e está aparelhado (Sl 7,12)".  Se a tal nação, porém, contra a qual falar se converter da sua maldade, também eu me arrependerei do mal que pensava fazer-lhe (Jr 18.8)".

"Mas, se avisares ao ímpio, e ele não se converter da sua impiedade e do seu mau caminho, ele morrerá na sua iniqüidade, mas tu livraste a tua alma (Ez 3.19)".

"Mas se o ímpio se converter de todos os pecados que cometeu, e guardar todos os meus estatutos, e proceder com retidão e justiça, certamente viverá; não morrerá (Ez 18.21)".

"Irmãos, se algum dentre vós se tem desviado da verdade, e alguém o converter, Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados (Tg 5.19,20)".

Quando existe um verdadeiro arrependimento (sentimento de dor e tristeza pelo pecado com intenção de mudança), ele provoca na atmosfera espiritual e principalmente no coração de Deus um mover de perdão. Não há como não se obter perdão se estiver verdadeiramente arrependido, o arrependimento é um gancho que trás de Deus para o homem o perdão e o derramar da graça para curar as feriadas da alma e as deficiências do espirito.

 "Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado (1 JO 1.7)".

Por isso não permita ninguém lhe acusar e colocar sua alto estima no fundo do poço, acredite na restauração de Deus para a sua vida. (Sl 37.23,24)".  Busque a Deus, entregue sua vida a ele, se esforce em segui-lo e nunca desista de seus ideais e objetivos, pois o seu milagre depende disso. O melhor de Deus ainda está por vir em sua vida.

Conclusão:  Uma vida de obediência, de oração, de busca por intimidade com Deus e arrependimento de pecados são passos que garantirão vitórias incomensuráveis para a sua vida e mais, lhe darão uma melhor compreensão da vontade de Deus e uma grande restauração chegará a sua sequidão espiritual.  (2 Crô 7.15)". Deus cumprirá em sua vida as promessas descritas neste texto se você tomar posse e der os passos necessários em direção à restauração de Deus para a sua vida. Seja Abençoado!

 

Pastor Luiz Carlos Dalbem

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!

Leve a Rádio Jesus a Vida com você! Baixe nosso aplicativo: