A importância do jejum e oração
27/09/2016 - 3h30 em Estudos Bíblicos

Muitas pessoas jejuaram: A Bíblia nos dá vários exemplos de pessoas que jejuaram; desde os grandes personagens do Velho até o Novo Testamento praticaram o jejum. (O jornal de Piracicaba do dia 11/09/83, página 04, diz: Os médicos que investigam o que acontece com o organismo durante o jejum descobriram que, para a maioria das pessoas, é muito mais fácil eliminar a alimentação, em se tratando de regime alimentar, do que diminuir as suas qualidades. Logo, perceberam duas reações importantes: Durante o jejum, o corpo elimina grandes quantidades de toxinas acumuladas nas gorduras; e com o jejum, a circulação sangüínea não se concentra tanto no estômago, irrigando melhor o cérebro). Consequentemente liberando maiores energias mentais, que podem refazer os desgastes nervosos.

Todos os cristãos têm o privilégio de poder jejuar e orar, gozando assim dos enormes benefícios, tanto a nível individual como ao Reino de Deus. Como cristãos porquê devemos jejuar? O principal motivo do jejum, além dos benefícios citados pelos médicos quanto ao fisíco, é dar atenção especial às necessidades da alma. É buscar uma comunhão mais íntima com Deus, em estado de humildade e submissão à Sua excelsa e soberana vontade. Não é sacrifício em troca de bênçãos. É um momento em que devemos dirigir as nossas energias espirituais para uma comunicação mais íntima com Deus, confissão de nossos pecados e um desejo sincero de achegarmos a Deus, consagrando mais as nossas vidas, através da oração. "Joel 2:12,13 ...Ainda assim, agora mesmo diz o Senhor: convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, e com choro, e com pranto". 

Quando devemos jejuar? A Bíblia nos fala de circunstâncias específicas onde o jejum era apropriado - circunstâncias estas, que podem acontecer em nossas vidas hoje:
1) Calamidades públicas. Houve choro e jejum quando o Rei Saul e seu filho Jônatas foram mortos. (II Sam. 1:12). 
2) Quando intercedemos pelas vidas aflitas.(Sal. 35:13). 
3) Durante uma crise pessoal. Davi buscou ao Senhor através da oração e do jejum, para Deus poupar a vida de seu filho. (II Sam. 12:16,21-23). 
4) Quando precisamos de direção e orientação específica. "Esd. 8:21 ... Então apregoei ali um jejum junto ao rio Aava , para humilharmos diante da face do nosso Deus, para lhe pedirmos caminho direito para nós, e para nossos fllhos,..."
5) Quando há perigo para enfrentar. Ester pediu que o povo jejuasse durante três dias e três noites, antes dela falar com o Rei para interceder pela vida do povo.(Ester 4:16).
6) Quando um líder espiritual pede para jejuarmos. Esdras, um sacerdote, pediu ao povo que jejuasse para que Deus os guiasse numa jornada feliz. (Esd. 8:21). 
7) Pela salvação da cidade, ou País. Homens, e animais, pequenos e grandes jejuaram para a salvação da cidade de Nínive. (Jon. 3:1-10). 

Qual deve ser a freqüência e a duração do jejum? A freqüência do nosso jejum depende da orientação que recebemos do Espírito Santo. Quando estamos em crise; quando estamos sentindo uma grande necessidade de nos comunicarmos com Deus; quando precisamos de uma orientação específica, devemos considerar o fato de duração do jejum; entretanto, podemos ver alguns exemplos citados nas Escrituras e talvez tirarmos algumas conclusões pessoais. Moisés, Elias e Jesus Cristo jejuaram durante quarenta dias. Estes longos jejuns ocorreram durante épocas difíceis e por razões específicas Moisés buscou orientação para o seu povo. (Deut.9:18; Ex.24:18; 34:28). Elias passou por uma crise pessoal. (I Reis 19:8) Jesus jejuou quando foi tentado por satanás no deserto. (Mat. 4:2; Mar.1:12,13). Nota: Cada um desses homens foi preparado por Deus de uma maneira sobrenatural, para que resistissem a um jejum tão longo. Se eles tivessem que se apoiar em suas próprias forças humanas, eles não teriam conseguido sobreviver por tanto tempo sem água e sem alimento. Períodos mais curtos de jejum estão registrados em (Dan.10:2,3). Quando Daniel jejuou durante três semanas para entender uma visão. Em (Atos 27:9-35) Os discípulos jejuaram quatorze dias, durante uma viagem perigosa. Ester pediu ao povo que jejuasse por três dias quando foi interceder por eles diante do Rei. (Est. 4:16). E o Rei Dario também jejuou na noite em que Daniel foi lançado na cova dos leões. (Dan.6:18). Quando jejuarmos é importante levarmos em conta nossas limitações físicas. Quando jejuarmos devemos avaliar a urgência do problema pelo qual vamos jejuar, para que em espírito de oração possamos determinar a duração do jejum. É aconselhável consultar um médico antes de fazer um jejum prolongado, ou mesmo até de mais de uma refeição quando se tem alguma dúvida na saúde. Inclusive porque, o nosso sacrifício deve ser de louvor e adoração a Deus, e não penoso desorientado que só trará danos físicos. 

O que devemos fazer enquanto jejuamos?
1) Orar: "Voltei o meu rosto ao Senhor Deus, para o buscar com oração e rogos, com jejum, e saco e cinza."(Dan.9:3).
2) Confessar pecados. "E no dia vinte e quatro deste mês se ajuntaram os filhos de Israel com jejum e com sacos, e traziam terra sobre si. E a geração de Israel se apartou de todos os estranhos, e puseram-se em pé, e fizeram confissão dos seus pecados e das iniqüidades de seus pais . (Neem.9:1,2).
3) Ler as Sagradas Escrituras. A oração comunica os nossos pensamentos a Deus e Ele se comunica conosco através da Sua Bendita e Santa Palavra, a Bíblia Sagrada. "Entra pois tu, e lê pelo rolo (pergaminho) que escreveste da minha boca as palavras do Senhor aos ouvidos do povo, na casa do Senhor, no dia do jejum; e também aos ouvidos de todo o Judá, que vem das suas cidades, a lerás".(Jer.36:6).
4) Devemos ter uma boa aparência física, enquanto mantemos uma atitude interior de humildade e oração. "Porém tu, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai que está em oculto, te recompensará". (Mat. 6:17,18). 

São grandes os benefícios do jejum e da oração. Aumenta o poder do nosso testemunho e das orações. Rompe com as vicissitudes da carne. Renova o espírito de humildade, submissão e comprometimento com Deus. Estimula a obediência e o fervor espiritual. Abre-nos as portas para que Deus estabeleça em nós o Seu grande propósito e a Sua soberana vontade. E sempre aqueles que quiserem sentir e transmitir um fortíssimo impacto do Evangelho estarão envolvidos neste significativo ministério do Jejum e Oração..

(fonte: ref. chave de oração) 

Promova sua campanha de Jejum e Oração, clique aqui!

Ajude-nos a levar conhecimento que edifica vidas, compartilhe!

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!

APOIE ESSE MINISTÉRIO

Seja um Missionario M.J.V! Doe.

Banco Bradesco
Agencia: 3602.  Conta corrente: 0052453. Dig. 0. Nome: Luisi Santos V dos Santos. (Presidente MJV).

Ajudando esse Ministério, com certeza, estará contribuindo com a obra do SENHOR. Nos confirme sua doação através de nosso atendimento.

 

ESTEJA ONDE ESTIVER, QUEREMOS ESTÁ SEMPRE PERTO DE VOCÊ! BAIXE NOSSO APLICATIVO: